MIA - Secção em Português
Ferdinand August Bebel
foto
1840-1913

 

Fundador e líder da social-democracia alemã. Combateu os reformistas e os revisionistas: Dühring, Bernstein e Vollmar. Preso à unidade formal do Partido, Bebel admitiu estabelecer muitas vezes compromissos com a direita e desligou-se da esquerda radical, que se cristalizava em volta de Rosa de Luxemburgo. Foi o mais eminente chefe politico e tático da social-democracia alemã e de toda a Segunda Internacional. De origem proletária, torneiro qualificado, tornou-se mais ou menos em 1865, não sem ser influenciado por Wilhelm Liebknecht, de democrata, que era, em socialista revolucionário e membro da Associação Internacional dos Trabalhadores. Junto com W. Liebknecht fundou, em 1869, o “Partido Operário Social-Democrático”, que se fundiu, em 1875, com os lassallianos num só “Partido Operário Socialista da Alemanha”, o qual, ulteriormente, adotou o nome de “Partido Social Democrático da Alemanha”.

A principal obra literária de Bebel, A mulher e o socialismo, que, desde 1879, teve incontáveis edições, caracteriza o autodidata trabalhando sem descanso para aperfeiçoar sua formação marxista. Bebel foi um socialista e um materialista absolutamente cientifico, um intransigente inimigo da Igreja e de qualquer crença sobrenatural. Escreveu, a respeito da religião, uma obra polemica, Christentum and Sozialismus, 1874, (Cristianismo e socialismo). Entre outras obras suas, citemos: Ch. Fourier, sein Leben und seine Theorie, 1888, (Ch. Fourier, sua vida e sua teoria), e Aus meinem Leben, 3 vols. 1910-1914, (Minha vida).

Atualmente estão disponíveis em Português as seguintes obras:

1879 A Mulher, o Direito e a Política
1879 A Mulher no Futuro
1879 Pobreza e Fecundidade
   
Seja um Voluntário! Se você deseja colaborar com a construção desta biblioteca, ou deseja iniciar uma nova biblioteca para um autor cujo trabalho contribui de alguma maneira para a compreensão do Marxismo, entre em contato conosco.

Abriu o arquivo 10/12/2015
Última atualização 01/10/2019